CUT: 33 anos de história, lutas, conquistas e desafios

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) foi fundada em 28 de agosto de 1983. É a maior central sindical do Brasil, da América Latina e a 5ª maior do mundo. Ao longo de mais de três décadas, foram inúmeras as lutas encampadas pela CUT, sempre em favor da classe trabalhadora rural e urbana; do reconhecimento dos direitos das minorias, através das pautas dos Movimentos Sociais, e da construção de uma sociedade mais junta e igualitária.

A fundação da CUT foi motivada pela urgente necessidade de união entre as trabalhadoras e os trabalhadores em suas diversas classes. Juntos, metalúrgicos, comerciários, bancários, eletricitários, agricultores, jornalistas, enfermeiros, servidores públicos e centenas de outras categorias estiveram fortalecidas, através da Central, para conquistar melhores salários e condições de trabalho, redução de carga horária e qualificação profissional.

A essa história de luta há orgulho e muitos motivos para comemorar.

No entanto, vivemos um momento obscuro e que sugere tempos nefastos para a classe trabalhadora. É hora de estarmos atentos e juntos para fortalecer a luta.

O risco iminente da destituição do governo legítimo e eleito democraticamente da presidenta Dilma coloca em ameaça direitos trabalhistas previstos em lei e duramente conquistados, com a proposta de revisão, adiamento e retenção de aposentadorias; perda de direitos e garantias sociais previstas na CLT; proibição de saque de Fundo de Garantia em caso de demissão e congelamento por inacreditáveis 20 anos dos gastos com saúde, educação, saneamento e habitação em nosso país.

A luta sindical é parte da minha vida. Fui por três mandatos presidente do Sindicato dos Comerciários e também por três mandatos consecutivos tive a honra e satisfação de presidir a Central Única dos Trabalhadores do Espírito Santo. Não tenho dúvidas de que foi a experiência como líder da classe trabalhadora que me fez pronto para atuar como deputado Estadual.

Mas agora é importante que estejamos ainda mais unidos e fortes para continuarmos a escrever a história de conquistas do nosso povo. Assim, não há nem haverá dificuldade ou desafio que impedirá a luta, proteção e representatividade das trabalhadoras e dos trabalhadores do nosso país.

Estamos Juntos!

Deputado Estadual NUNES

Deixe um comentário